Início » Interatividade » Notícias
06 de junho de 2017

Pedido de exoneração do Comandante-Geral da PMRN, André Azevedo, é boato

Pedido de exoneração do Comandante-Geral da PMRN, André Azevedo, é boato

As Associações representativas dos militares do Estado do Rio Grande do Norte vêm a público lamentar a notícia divulgada em alguns veículos da imprensa, no início da tarde deste dia 06 de junho de 2017, informando que o Senhor Comandante-Geral da Polícia Militar do RN, Coronel PM André Luiz Vieira de Azevedo havia pedido exoneração.

Na verdade, os autores desse boato estão incomodados com o dinamismo, inteligência, competência, liderança e sobretudo a capacidade que tem o Cel Azevedo de encontrar soluções que consigam suprir as necessidades básicas da Polícia Militar em tempos de tamanha crise.

Em apenas cinco meses de comando, o nosso Comandante está desenvolvendo ações junto ao Tribunal de Justiça, Ministério Público, Assembleia Legislativa, FIERN, Fecomércio RN, dentre outras instituições, no sentido de promover a modernização e aparelhamento da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Entretanto, há quem se incomode com tais iniciativas, pois desprovidas do verdadeiro espírito público, tais pessoas tentam descredibilizar a desenvoltura do Comandante Azevedo, vez que demonstram acreditar nos paradigmas utilizados em décadas atrás pela Polícia Militar, e ainda assim pensam que estão agindo como verdadeiras “autoridades”, o que na verdade nada mais é que depreciar o sofrido Estado do Rio Grande do Norte, pouco importando-se com o bem-estar da população.

É sabido que o Coronel Azevedo está dando seguimento à elaboração da nova Lei de Organização Básica da Polícia Militar, engaja-se na luta pela exigência de nível superior nos concursos de ingresso aos quadros da Instituição, batalha para conseguir a majoração do irrisório valor hoje pagos pelas diárias operacionais, tudo isso visando modernizar a PMRN, mas a resposta é sempre a mesma, não há recursos.

Na verdade, por trás dessa resposta nada convincente há um interesse corporativo de manter o controle de todo o sistema de segurança pública, mesmo que sucateado, desde que os salários de determinados servidores do mesmo sistema e no mesmo patamar de importância chegue a 67% de diferença.

Por fim, acreditamos verdadeiramente que o Exm.° Senhor Governador do Estado não vai ceder a interesses de nenhum seguimento profissional do sistema de segurança pública, pois em caso de uma eventual exoneração do honrado Cel André Azevedo de suas funções ensejaria a deflagração de mais uma enorme crise dentro desse sistema tão sofrido.

Associações dos Militares do Rio Grande do Norte


Share

Deixe seu comentário


Infortec - Cursos e formação profissionalNutricionista Rarynna FonsecaFaculdade Maurício de NassauMilano ÓpticaEstácio PREVPRAG Saúde Ambiental
Instituto Sagrada FamiliaCDFFANECRadiotec Cursos Técnicos ProfissionalizantesSOS Educação ProfissionalClube do Dente